Post Scriptum: Cavalo de Raça

Me esqueci de dizer, a propósito no novo IDHESP: ele tem que ser tratado como cavalo de raça. Muito bem tratado.
Ou então qualquer dono eventual - ou jóquei - mais desastrado pode quebrar-lhe as pernas.
Aí seu destino estará traçado: uma bala na cabeça. Ou uma injeção letal na veia. Ou matar de inanição, pura e simplesmente.
Uma alternativa pós-fratura - mais piedosa - será mantê-lo vivo por algum tempo, o suficiente para coletar e distribuir seu sêmen para uso, imediato ou futuro.
Mais ou menos o que foi feito com o anterior.

Comentários

Waldir Cardoso disse…
Caro amigo,
Desejo sucesso e vida longa ao seu blog.
Por aqui poderemos estar mais próximos e trocar idéias.
Waldir Cardoso
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Muito obrigado, meu caro amigo Waldir.
Vá mandando. Mandando bem, como sempre.

Postagens mais visitadas