CNJ Combate o Nepotismo

Essa saiu no Ancelmo Góis on line: CNJ afasta mulher de ex-presidente do TJ do Rio.

Três lições a extrair:

1) O Conselho Nacional de Justiça - CNJ, o órgão máximo de administração do Poder Judiciário, mostra-se cada vez mais firme no combate ao nepotismo, iniciado desde que foi criado e instalado;
2) As associações de magistrados também, e
3) Os Poderes Executivo e Legislativo antes pelo contrário.

Segue a notícia completa do Góis.



NEPOTISMO NA JUSTIÇA

CNJ afasta mulher de ex-presidente do TJ do Rio

O Conselho Nacional de Justiça decidiu hoje, por unanimidade, afastar a servidora do Tribunal de Justiça do Rio Irlene Meire, mulher do desembargador Sergio Cavalieri Filho, ex-presidente do TJ fluminense. A decisão atende a pedido da Associação dos Magistrados do Rio de Janeiro que considerou a contratação de Irlene como um caso de nepotismo.

Ela havia sido afastada quando o CNJ decidiu que parentes de juízes teriam de ser demitidos, mas foi recontratada por decisão judicial do próprio TJ. O caso foi relatado pelo conselheiro Joaquim Falcão, que recebeu um adendo ao seu voto do corregedor do CNJ, ministro Cesar Rocha. Ele lembrou que o Supremo considerou constitucional a decisão do conselho contrária a prática de nepotismo no Judiciário.

- A decisão do CNJ confirma disposição do conselho de extirpar o nepotismo e estes tipos de subterfúgios processuais para manter este tipo de coisa - afirmou o ministro

Comentários

Bia disse…
A mensagem é padrão. Não tenho a criatividade que gostaria para desejar um a um, aos meus blogueiros prediletos, o meu desejo de que seus desejos se realizem no Natal e no Ano Novo.

Um abraço fraterno. Do raso do meu coração, porque se for do fundo, pode demorar muito pra vir à tona...rsrsrs...

Abração.

Postagens mais visitadas