Guerra e Paz

Nada mais frustrante que ter notícia de uma nova velha guerra no mesmo dia da mais fantástica abertura de Jogos Olímpicos da história.
Essa dialética nos obriga a lutar, sempre e sempre, pela paz e por uma cultura da paz.
Como as guerras são distantes de nós, no tempo e no espaço, não valorizamos a paz e sua cultura.
Mas pode ser diferente.
Depende só de nós mesmos.

Comentários

Alan Lemos disse…
Mais de duas mil pessoas já morreram. E a briga é por petróleo.

Aqui no Pará temos uma gigante reserva de recursos naturais. Talvez isso possa nos gerar riscos de conflitos no futuro.

Por falar nisso, tu que entendes de direito, o Brasil não poderia disponibilizar aeronaves e se colocar para receber refugiados desse conflito? Já recebemos até refugiados palestinos.
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Meu caro Alan.

Minha especialidade é direito do trabalho.

Mas sendo o Brasil membro fundador da ONU acredito que um pedido do Alto Comissariado das Nações Unidas que trata dessa questão - refugiados - seria atendido.

Mas também penso que o destino natural dos refugiados são os países vizinhos ou mais próximos, para que após o fim do conflito a repatriação seja facilitada.
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Meu caro Alan.

Tem um link do lado direito do blog que leva-o ao sítio da ONU no Brasil e a partir dele você consegue chegar ao sítio do Alto Comissariado,que ainda não tem nada sobre a situação da Geórgia.
Lá você vai encontrar a legislação internacional sobre refugiados (http://www.unhcr.ch.preview14.net4all.ch/pages/RechtInformation.html).
David Carneiro disse…
Alencar, temos mesmo que lutar pela paz e por uma cultura de paz. Acho que isso significa também assumir conflitos. Conflitos contra a indústria Bélica, contra o comércio injusto e a violação da soberania dos povos. Acho que uma verdadeira paz só será possível com a superação de alguns desses conflitos. Há um tempo atrás também escrevi no meu blog sobre essa questão: http://tribunadodavi.blogspot.com/2008/07/por-quem-os-sinos-dobram.html

Um grande abraço!
Anônimo disse…
Caro Alencar,
Sei que este não é o local para parabenizá-lo pela merecida homenagem que o C. TST no último dia 11 de agosto prestou, concedendo a você esta comenda pelos seus relevantes serviços prestados ao Judiciário Trabalhista, em especial ao Judiciário Paraense.
Fico muito feliz em ver mais um de nossos brilhantes juristas sendo reconhecido nacionalmente.
Parabéns!!!

Abraços

Juliann Lennon.
anacranes disse…
Paz?

Uma paz forçada não é paz!

A guerra na Georgia é algo profundamente lamentável, mas a olimpíada na China não fica muito atrás.

Essa olimpíada é um engodo! Deve ter sido comprada! Sem ofensas ao povo chinês, mas é uma vergonha ter uma olimpíada num país de regime autoritário como a China.
Cris Nascimento disse…
Também fiquei radiante com o reconhecimento do TST ao talento do nosso desembargador bragantino! Só não gostei do fato de ele ter que dividir tal momento com o ministro Gilmar Mendes rrrrrrsrsrsr...Tá tudo bem... Supremo é supremo! Por isso que eu prefiro os sumanos rsrsrs,
credo! que trocadilho é esse?
Esqueçam...
Alencar, parabéns, tudo de bom e sorte na vida. Você merece!
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Meus caros,

Desculpem, mas deliberadamente omiti neste pedaço da blogosfera a honraria concedida pelo Colendo Tribunal Superior do Trabalho.
Como vocês me entregaram, não tenho alternativa a não ser confessar o recebimento da honraria e agradecer o generoso registro que vocês fizeram aqui, esperando que isso possa de algum modo contribuir para a construção de uma cultura da paz, neste caso a paz social, para a qual os operadores do direito - do trabalho inclusive - contribuem no seu dia-a-dia profissional.

Acredito que as Olimpíadas, onde quer que se realizem, contribuem para a construção de uma cultura da paz, tarefa nada fácil.
Anônimo disse…
Caro Alencar,
Atitudes como a sua é que fazem com que o Judiciário Trabalhista, em especial, o Paraense, ganhe cada vez mais seguidores e adimiradores.
A luta pela construção de uma verdadeira Justiça Social, passa com toda certeza pelo 2º Andar do Edificio Sede do TRT8ª Região, ou seja, pelo Gabinete deste Ilustre Bragantino.
O jurisdicionado do TRT 8ª Região sente orgulho de você!!!
Sucesso na campanha para a Presidência do TRT.

Juliann Lennon.
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Caríssimo Juliann.

Muito obrigado pela leitura - sempre assídua - e pelo comentário.

Mas me permita uma correção: não estou em campanha para a Presidência do Tribunal, eu sou apenas - e tão somente - o mais antigo que ainda não passou pela Presidência.

Postagens mais visitadas