Tragédia

A tragédia com o avião da Air France é o tema do dia nos dois lados do Atlântico. É capa de todos os jornais da França (Le Canard Enchané não entra nessa conta).
Os tablóides londrinos destacam a morte de cinco britânicos.
Não é o melhor dia para encarar 11 horas de voo, na mesma rota, em sentido contrário.
Mas a estatística é favorável - um acidente por milhão de voos - e quem encarou chegou são e salvo.

Comentários

Carlos Barretto disse…
Não deixe de ir a Saint Chapelle. Em nenhuma hipótese esqueça Montmartre e a Place du Tetre. Morei lá por um mês, em um edifício próximo as escadarias daquele ótimo bairro.
Coma também um cassoulet (comida do sudoeste) em Montparnasse. Aproveite e visite o cemitério de Montparnasse e veja o túmlo de Sartre.

Abs
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Meu caro Barretto.

Levei Araceli e nosso sobrinho Mateus para conhecer a Sainte Chapelle, essa maravilha gótica que devemos a São Luis (e ao comércio de relíquias daquela fase do cristianismo). Fui a Montmartre e jantamos no Mére Catherine, onde os russos inventaram o bistrot (rápido!). Procurei mas não encontrei cassoulet nos restaurantes (no Le Procope inclusive). Mas esse é um bom motivo para voltar. Não deu para ir a Monparnasse e ao Pere Lachaise. Outro bom motivo para voltar.
E a estatística funcionou: voltamos sem sobressalto maior que uma turbulência na zona de convergência intertropical.
Carlos Barretto disse…
Bem vindos.
Sãos e salvos!

Abs

Postagens mais visitadas