História da Amazônia

Lafayette, filho coruja de André Nunes, manda avisar pela caixinha de comentários que o pai começou a contar a História da Amazônia, ou pelo menos parte dela (a do Oeste do Pará).
Está aqui, no novo blog Tipo assim... folhetim.
André tem muita história para contar e é bom que conte aqui, para que não fique apenas na tradição oral (ele é um excelente causeur, e o filho vai no mesmo caminho).
E para a história ser completa, meu caro André, tem que ter histórias dos dois Anfrísios (pai e filho).
Quando puder, conte a história da facilidade que era caboclo de Altamira votar - em 1982, acho - escrevendo o nome Wandenkolk e a dificuldade que era votar escrevendo Zeno. Se não souber dessa, pergunte para o próprio Zeno Veloso, o pequeno grande amigo do Anfrísio, ambos jarbistas de quatro costados (cada um), quando ainda havia jarbismo (e alacidismo) no Pará.
Vida longa para pai, filho e blog, sob as bençãos dos deuses da Amazônia e de Nossa Senhora de Nazaré, a Santa de devoção do ateu André.

Comentários

Lafayette disse…
Alencar, obrigado pela linkada do blog do papai.

Ele ficará contente, mais uma vez, pela honra.

Ele está arriado com gripe. Falarei pra ele.

Já tem mais um outro trecho do livro lá, e, mais tarde, mais um pouco... por assim, vai!

Forte abraço.
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Muito obrigado, Lafayette, pelo comentário.
Transmita meus melhores votos de saúde para o André.
Arrematando de trivela (nada a ver com você, claro): comentários anônimos são moderados e, se for o caso, excluídos. Foi o caso do anônimo que antecedeu você.
Lafayette disse…
Ele está com problemas de conexão. Queria escrever aqui, mas está "caindo" direito.

Mandou-lhe agradecer a linkada.

Postagens mais visitadas