Juridiquês (8)

De um respeitável acadêmico e querido amigo - carioca da gema, por supuesto - recebi esta antológica tradução do juridiquês para o traficantês.
Há um precedente famoso, em malandrês, transcrito em uma gramática de autoria de ... Jânio Quadros. É um depoimento de um malandro a um escrivão de polícia no Rio de Janeiro de antigamente, muito antigamente, quando o máximo de violência era a malandragem, com suas navalhas, lenços de seda, rabos de arraia e gírias.
Agora os tempos são outros e o malandrês anda em baixa. Está em alta o traficantês.
Leia agora a tradução:

Faça Direito em 1 minuto...

Você lê uma sentença no Diário da Justiça e fica completamente perdido? Acha linguagem forense de outro planeta?

Então, mano, seus 'probremas acabaro': Tradução dos importantes dialetos jurídicos para a língua dos mano!

1 - Princípio da iniciativa das partes - 'faz a sua que eu faço a minha'..

2 - Princípio da fungibilidade - 'só tem tu, vai tu mesmo' (parte da doutrina e da jurisprudência entende como sendo 'quem não tem cão caça com gato').

3 - Sucumbência - 'a casa caiu !!!', 'o tambor girou pro seu lado'

4 - Legítima defesa - 'tomou, levou'.

5 - Legítima defesa de terceiro - 'deu no mano, leva na oreia'.

6 - Legítima defesa putativa - 'foi mal'.

7 - Oposição - 'sai batido que o barato é meu'.

8 - Nomeação à autoria - 'vou cagoetar todo mundo'.

9 - Chamamento ao processo - 'o maluco ali também deve'.

10 - Assistência - 'então brother, é nóis.'

11 - Direito de apelar em liberdade - 'fui!' (parte da doutrina entende como 'só se for agora').

12 - Princípio do contraditório - 'agora é eu'.

13 - Revelia, preclusão, perempção, prescrição e decadência - 'camarão que dorme na praia a onda leva' (SENSACIONAL!!!!!).

14 - Honorários advocatícios - 'cada um com seus pobremas'.

15 - Co-autoria, e litisconsórcio passivo - 'passarinho que acompanha morcego dá de cara com muro'.

16 - Reconvenção - 'tá louco, mermão. A culpa é sua'.

17 - Comoriência - 'um pipoco pra dois' ou 'dois coelhos com uma paulada só'.

18 - Preparo - 'então..., deixa uma merrequinha aí.'

19 - Deserção - 'deixa quieto'.

20 - Recurso adesivo - 'vou no vácuo'.

21 - Sigilo profissional - 'na miúda, só entre a gente'.

22 - Estelionato - 'malandro é malandro, e mané é mané'..

23 - Falso testemunho - 'X nove...'.

24 - Reincidência - 'porra mermão, de novo?'

25 - Investigação de paternidade - 'toma que o filho é teu'.

26 - Execução de alimentos - 'quem não chora não mama'.

27 - Res nullius - 'achado não é roubado'.

28 - De cujus - 'presunto'.

29 - Despejo coercitivo - 'sai batido'.

30 - Usucapião - 'tá dominado, tá tudo dominado'.

Pronto, agora você não precisa fazer 5 anos de faculdade!

= = = =

ERRATA (às 14:15 h, horário de Brasília):

Do meu amigo acadêmico recebi esta errata:

Apenas faço uma correção: não sou Carioca, como muitíssimos pensam; sou baiano da gema. Soteropolitano! Na verdade, tenho dupla naturalidade, pois dei com os costados no Rio aos 4 anos de idade. Mas a Bahia tem mandinga, tanto que casei-me com baiana (minha sogra é paraense!), meus filhos foram nascer em Salvador e minha família (o que sobra dela) vive lá.
Então, sinto-me bastante confortável nessa dupla condição. Onde quer que esteja fico sempre em casa.

Como dá para perceber de cara, a errata contraria a regra, pois aqui a emenda ficou muito melhor que o soneto.



Comentários

Impagável! Melhor do que o curso de jornalismo que oferecem pela internet por módicos R$40..Rsrsrsrsrs...
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Também achei, Franssinete.
É mais um cravo no caixão do juridiquês, pois mostra quão ridículos são os jargões, qualquer que seja a origem. O juridiquês é pior pela afetação e pelo hermetismo artificial e balofo.
Como dizia Lyra Filho: discurso solene, frouxo e... deixa prá lá.

Postagens mais visitadas