Miguel Viégas, o Desembargador que Quase Caiu dos Céus

Promovido por antiguidade para o Tribunal Regional do Trabalho da Oitava Região (Pará e Amapá), acaba de tomar posse o Desembargador Federal do Trabalho Miguel Viégas, que era Juiz Titular da Vara do Trabalho de Redenção. Ele ocupa a vaga deixada pelo agora Ministro do Tribunal Superior do Trabalho Walmir Costa.
No bem-humorado discurso de posse relatou dois causos de sua vida nesta Região (ele é de Minas Gerais, de uma família de juízes, desembargadores e advogados trabalhistas).
No primeiro causo relembrou que quase foi pelos ares quando a proprietária do prédio onde funcionava a então Junta de Conciliação e Julgamento de Almeirim ameaçou incinerar o prédio com ele dentro.
No segundo causo contou que uma bolha de ar no tanque de combustível de um monomotor que o levava de Almeirim para Monte Dourado fez parar o motor. Depois de assistir duas vezes completa o filme da sua vida e encomendá-la a Deus, o motor voltou a funcionar, fraquinho, mas forte o bastante para arremeter quando já quase tocava a copa das árvores onde o piloto tentava o pouso forçado.
Assim, disse ele, se da primeira vez quase foi para os ares da segunda quase cai dos céus.
Seja bem-vindo, Doutor Miguel Viégas, o Desembargador que quase caiu dos céus.

Comentários

RONALDO GIUSTI disse…
Dr. Viegas encarna bem um Juiz do Trabalho. Conheci-o como titular da Vara do Trabalho de Redenção. Muitas vezes participei de audiências em que ele as presidia em mangas de camisa; enquanto se desenrolava uma audiência - fase de conciliação - ele dedilhava uma máquina de escrever em outro canto da sala, preenchendo um formulário de sei-lá-o-quê.
Sempre foi bom humorado. Certa feita, quando justifiquei que meu cliente faria um acordo em homenagem ao advogado da outra parte, amigo meu que não encontrava havia 10 anos, ele retrucou: "Só se for homenagem póstuma". Certamente se referia ao valor proposta para acordo, que ele considerou baixo.
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Caríssimo Doutor Ronaldo Giusti.

Agradeço seus comentários, dos quais darei ciência ao colega Desembargador.
Anônimo disse…
Exmo. Des. Viegas,
Infelizmente ainda não houve a oportunidade de conhecer uma pessoa pelo que me parece ser muito bem humorada.
Desejo uma excelente começo neste Egrégio Regional, que historicamente possui na sua composição, excelentes magistrados.
Tenho certeza, que V. Exa. tirará de letra esta nova fase de sua vida.
Aplicará seus inumeros conhecimentos e sua incontestável experiência como magistrado trabalhista.
A partir de agora, ganha o TRT, o Jurisdicionado e todo o Judiciário Paraense.

Atenciosamente,

Um leitor...

Postagens mais visitadas