O Calcanhar de Aquiles de Belém

Lúcio Flávio Pinto, pelo Quinta Emenda, repta os de boa vontade e deles pede que mostrem as armas em defesa da cidade de Belém e, pelo que entendi, do Estado do Pará.
Alistei-me no formulário de comentários.
Mas antes mesmo que o pedido seja deferido - ou indeferido, Juvêncio e Lúcio decidem essa parada - volto a um tema incômodo, para nós, para o Prefeito e para os candidatos.
Como mostrei aqui mesmo meses atrás, Belém tem uma das menores receita públicas per capita da Amazônia. Coisa de pouco mais de seiscentos reais por ano por habitante. Como se diz lá em Bragança, não dar para encher o buraco de um dente, quanto mais para tapar os muitos e variados buracos da soi-disant Metrópole de Amazônia (que alguém de humor mais cáustico pouquinha coisa apodou de Merdópolis, como deu no Quinta Emenda, algum tempo atrás, ao que me recorde).
Não dá para encher buracos e muito menos para fazer coleta de lixo, saneamento, iluminação, educação e saúde (públicas). Com uma merreca pública dessa per capita por ano o máximo que se pode fazer é o que se faz muito por aqui: prestidigitação. Enganar o distinto público com mágicas bestas e carradas, toneladas de marketing da melhor qualidade para um produto nem tanto. Não é só por isso, mas é também por isso que aqui estão alguns dos mais talentosos e bem sucedidos marqueteiros do país. Seriam eles talentosos e bem sucedidos do mesmo jeito, porque são bons mesmo. Os que não são se sabe logo pelas porcarias que vão deixando pelo caminho.
Mas marketing não é tudo, e quando o produto é vagabundo, não é rigorosamente nada.
Por isso alistei-me com esta provocação: o que o futuro Prefeito de Belém e os candidatos à Prefeitura pretendem fazer para resolver a mãe de todos os problemas da cidade, que é a baixa receita pública per capita?
Quem não responder essa pergunta básica no primeiro dia de campanha, já disse a que veio e para que veio: para nada.
E antes que, por conta deste post, me acusem de não amar Belém suficientemente, preventivamente retruco: quem ama não engana.

Comentários

Anônimo disse…
Caro Des. Alencar,
Lendo seu blog, observei que V. Exa. conhece uma pessoa a qual tenho muita saudade e um enorme carinho.
É a Ex-Deputada e minha eterna professora de História la do Colégio Santo Antônio, Araceli Lemos.
Será que V. Exa., saberia me informar por onde a mesma anda? Nem que seja um e-mail para eu entrar em contato com ela!!!!

Desde já, agradeço sua colaboração.

JULIANN LENNON - jllaleixo@yahoo.com.br
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Meu caro Juliann.

Você pode contatar com Araceli pelo blog dela. Tem link aí do lado direito deste meu blog.

Vou mandar uma mensagem para você também.
Anônimo disse…
Dr. Alencar,
Muito obrigado!!!
Atenciosamente,

Juliann Lennon

Postagens mais visitadas