Lagos será aqui

Autoridade técnica em transporte urbano, com larga experiência no da Região Metropolitana de Belém, confirma que dias piores virão.
Concordando que a concorrência predatória de perueiros e mototaxistas com o sistema formal e oficial de transporte público de passageiros destruirá todos, disse que Lagos será aqui.
Referia-se à capital africana onde que isso já ocorreu e recomendou a leitura do último número da revista Piauí, que tem matéria sobre esse assunto.
Denis, amável leitor deste Blog, não vai gostar nada de saber disso.

Comentários

Lafayette disse…
A falta de tempo, mais faz ficar sem tempo para os blogs dos amigos.

Vi que o tema "Belém" rondou bastante por aqui.

Desde que me entendo por gente, vejo Belém ser mal e mau-tradada, POR TODOS!

De moradores à ex-moradores, de turistas à gestores! TODOS!

O que ainda fez alguma coisa (desde que me entendo, já disse) foi o Edmilson, em algumas ruas de bairros que nunca, até então, tinham visto e sentido a cor e cheiro de asfalto novo.

Moro debruçado sobre a Praça Batista Campos. Todo dia (quase) ando com minha Mel por lá. Uma Goldem Retriever.

Do que observo, sou o único a recolher, incontinentemente, o cocô dela.

Penso em tudo. Gasto uma pequena fortuna em ração especial que faz com que o "serviço" não saia pastoso, mas, sim, praticamente seco, assim, recolho sem deixar resto.

Treinei ela para fazer xixi na caixa de tela especial, lá no apartamento. Quando ela tem vontade de fazer na praça (ou em qualquer lugar onde não tenha a sua caixinha), ela foi treinada a fazer somente em local de areia, e nunca, em cimento (calçada etc).

Mas, é uma pena ver que só eu penso nesses cuidados por lá.

Sempre pensei que, de grão em grão, a sociedade enche o caminhão. Pena que cada um não faz o seu, a sua parte.

Quando esqueço de trocar o saquinho pendurado na marcha do carro, o chão do meu carro fica parecendo o da Terraplena. Sujo dentro, mas não jogo nada pela janela.

E por aí vai...

Quando os vereadores de ocasião, votaram a lei de ocasião, pensei: -agora ...deusse!

Quase todo fim-de-semana vou no Tenoné, lá pras bandas de Icoaraci.

-É inimaginável o que um mototaxista é capaz de fazer! (isso é, se ele for mototaxista mesmo, o serigrafou a camisa e saiu pras ruas!)

Se vai ficar pior?

A gente ainda não viu nada!
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Meu caro Lafayette.

1 Obrigado pela leitura e comentário.

2 Você é quase um francês com sua Mel. Até alguns anos atrás os parisienses - que são doidos por cães - empestavam as ruas da cidade com caca dos lulus. O Governo Municipal - lá tem - reagiu atuado em duas pontas: limpando e multando. Para limpar, umas motocicletas (scooter) com um aspirador acionado pelo próprio motor (o operador nem descia do selim para aspirar os montinhos). Para multar, um exército de fiscais, não necessariamente bem-humorados. O resultado foi uma lafayetização das madames e cavalheiros, que passaram a circular com seus lulus igualzinho a você (lulu na frente, madame atrás com luva descartável e saquinho plástico). A cidade agradeceu e nem por isso os prefeitos deixaram de ser eleitos regularmente.

3 O atual prefeito está encasquetando com o transporte individual na parte central de Paris. Ele quer afastar os automóveis e favorecer o uso das bicicletas. É uma briga das boas. Mas ele - que é gay assumido - topou e parece que vai ganhar mais essa parada. A cidade, outra vez, vai agradecer. Afinal, a Etoile - aquela infernal rotatória em torno do Arco do Triunfo - é a pior esquina da Europa.

4 Tempos houve em que nossos intendentes freqüentavam Paris e na volta imitavam-na. Agora estamos imitando - sem precisar visitar - Lagos, capital da Nigéria. E vai piorar, segundo as previsões mais otimistas dos urbanistas com quem vez por outra converso.

Postagens mais visitadas