Chupaosso

Óbidos é uma das mais simpáticas e cativantes cidades do interior do Pará.
Quem ainda não conhece, não sabe o que está perdendo.
E os obidenses - os chupaossos - são gente finíssima. Conheci muitos deles no Banco do Brasil. Todos meus amigos até hoje. Agora já sou amigo dos filhos e até dos netos deles. Tudo gente finíssima, atributo que passa de geração para geração.
Obidense é bom de papo e excelente contador de causos. Não por acaso foi lá que nasceu Inglês de Sousa que, se vivo fosse, seria cem anos mais velho que eu. 
Um desses simpáticos obidenses, o jornalista João Canto, mantém o sítio Chupaosso, o site da nossa gente.
É lá que você vai encontrar uma saborosíssima crônica de Octavio Pessoa, que é de Parintins, outra cidade que um dia vou conhecer. 
Os tipos que ele descreve - daqui de Belém e de Parintins -  são, como se dizia antigamente, impagáveis.
= = = = = =
O João Canto, na ponta dos cascos, fez dois comentários na caixinha abaixo.
Simpático como bom obidense, pede que corrija seu ofício: ele é Professor de Informática.
Desculpe o erro, João.


Comentários

João disse…
Caro Alencar!
Grato pela referência do Site www.chupaosso.com.br e os eleogios ao povo obidense. Realmente a Crônica do Otávio é excelente e em Óbidos existem muitos Quincas. Abraços.
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Obrigado, João.

Vida longa para você e para o Chupaosso.
João disse…
Caro Alencar, favor corrigir só minha profissão, pois sou Professor (de Informática). Grato!
indiazinhalea disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Newton Pereira disse…
Alencar, o espírito chupa osso passa de gerações. Aqui em casa já estamos na quarta geração.
Mária Gomes do Reis - avó
Antonido do Reis Pereira - Pai
Newton Carlos F. Pereira - Filho
Isabela Miranda Pereira - Filha.

E você Alencar, é uma geração adotada por todos nós. A geração da amizade.

Newton Pereira
JOSÉ DE ALENCAR disse…
Obrigado, Newton, pelo comentário.

Sei que sou um bragantino adotado por famílias obidenses como amigo, recíproca verdadeiríssima, pois dessas famílias - como a sua, a do Canto - sinto-me parte integrante, acompanhando o surgimento de novas gerações que são herdeira da estima e da amizade.

Postagens mais visitadas