Noticias do Caminho - de Gonzar a Melide

13 de maio de 2010, quinta-feira. Saio cedo, muito cedo do albergue de Gonzar. Tenho que usar a lanterna para encontrar as setas e me orientar. Logo encontro tudo o que precido e estou no Caminho outra vez. Hoje é dia de Nossa Senhora de Fátima. Tres anos atrás estávavamos em Lisboa, depois de termos passado em Fátima. Hoje caminho como se estivesse nas nuvens. Estou perto, muito perto de Santiago.

Sou o primeiro a sair do albergue.

Daqui por diante os lugares ficam próximos uns dos outros. Nao chove e isso me alegra.

Nao uso poncho, mas só o anorak com duas camadas de roupa.

Castromayor, Ligonde e Airexe estao a poucos passos, pelo menos é o que me pareceu. Acho que é a ansiedade pela chegada que já se avizinha.

Em Airexe paro no Conde de Waldemar, para tomar chocolate com torta de Santiago. O dono do bar é pescador. O mais importante troféu está bem a vista. E o nome é uma homenagem ao seu tio, que foi mágico da Corte no início do Século XX. Foi o primeiro mágico a usar hipnose nos espetáculos e isso lhe garantiu a simpatia do rei e o título de Conde. Este ano sai um livro e um filme sobre ele, que morreu há uns 26 anos perto daqui. Coisas do Caminho.

Vou caminhando com vontade de chegar, a Melide e a Santiago.

O sol aparece, a chuva nao da as caras. Caras diferentes desde Sarria. Cem quilômetros fazem toda a diferença. Gente limpinha. Alemaes que estao caminhando desde Sarria. Italianos idem. Gente limpa, sem lama nas botas ou nos tenis. Outra turma. Mas tem a minha turma que vem de Saint-Jean, que vai passando. O catalao barulhento, o mexicano simpatico e o coreano que faz o Caminho porque leu Paulo Coelho.

Os hórreos vao se sucedendo. A ordenha mecanica das vacas dizem que estou na Galícia, que é uma delícia. Logo passo por Avenostre. Em Palas de Rei um conjunto impressiona. Um superalbergue - minha amiga de Belém deve ter ficado aqui - e um complexo para jovens diz que estao preparados para este Ano Xacobeo. Uma beleza. Dça vontade de parar aqui mesmo.

Casanova, Leboreiro e Furelos sao ritos de passagem. Em Leboreiro um horreo a moda antiga, com ramos de salgueiro. No Norte de Portugal sao chamados de espigueiras. Lá e cá servem para guardar cereais. Serviam. Agora sao mais para decoracao e para guardar utensílios. Mas ainda há quem os use para guardar espigas mesmo.

Andei bem e pouco antes da uma da tarde já estou no polígono industrial de Melide, que fica em Furelos.

E pouco depois da um a da tarde estou no Ezequiel, a melhor pulperia do Caminho. Me alongo e espero por meia hora por meu amigo peregrino de Belém. Ele demora e vou ao Hotel Xaneiro reservar lugar para nós. Volto ao Ezequiel e divido uma mesa com os peregrinos catalao, mexicano e coreano. O polvo com vinho branco é o que tem de melhor neste Caminho. Ezequiel começou na calçada, em um xiringuito. Agora e um imenso restaurante onde se encontram todas as tribos. Os polvos sao cozidos em água tépida na entrada, pelo filho da dona, que herdou o negócio. Nao sao lindos - elas e eles - mas o polvo é o melhor do mundo. Voltarei tantas vezes quantas puder aqui, só para comer este polvo excepcional, com sal e pimenta vermelha.
Quando meus amigos peregrinos saiam do Ezequiel, por estes sortilégios do Caminho, apareceu meu amigo peregrino de Belém, que se atrasara muito e estava mais ou menos perdido.
Chamo-o e ele pede um bacalhau fresco, a segunda melhor pedida da casa. A mesma que Araceli fez em 2007. Valeu, conforme relatos dela e dele.
Este é, com certeza, um dos pontos altos do Caminho e um dia voltarei aqui para comer este mesmo pulpo a la feria.
No hotel Xaneiro somos bem atendidos e estamos prontos agora para a penúltima etapa.
Amanha vamos para Pedrouso e de aí estamos a apenas 20 km de Santiago.
Estamos felizes por chegar e tristes por terminar este Caminho.
Sábado estaremos no Obradoiro e amanha será apenas um trâmite.
Voltarei.


Comentários

Barbosa disse…
Oi Alencar

Estou na sua cola, hoje estou e Palas Del Rei....pretendo chegar em Santiago na segunda-feira...quero agradecer a sua companhia e dos irmaos Paraenses...foi bom conhece-los e caminhar com vocês....Felicidades a todos.....um abraço especial na Lecy....

Antonio Sergio

Postagens mais visitadas